Ministério Público-RN deflagra operação contra facção que age em presídios


O Ministrio Pblico do Rio Grande do Norte cumpre nesta sexta-feira (16/6) 21 mandados de priso, 24 de conduo coercitiva e 129 de busca de apreenso na Operao Juzo Final, deflagrada contra a faco criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que atua no sistema prisional do estado.

Os mandados esto sendo cumpridos em 18 municpios do Rio Grande do Norte, em 13 unidades prisionais estaduais e no presdio federal de Porto Velho. Participam da ao 200 policiais militares, promotores de Justia, integrantes do Grupo de Atuao Especial de Represso ao Crime Organizado (Gaeco) e agentes penitencirios estaduais e federais.

Segundo as investigaes, que duraram dois anos, o grupo atua no trfico de drogas, roubo de veculos, exploses de caixas eletrnicos, homicdios, entre outros crimes. De acordo com o Ministrio Pblico, a faco estava presente em praticamente todo o sistema carcerrio potiguar e articulava aes com integrantes do grupo criminoso de outros estados do Brasil.

Anotaes apreendidas durante a investigao continham relao dos criminosos, com nome, funo e nmero de telefone. Tambm foram encontrados documentos bancrios que ajudaram a comprovar a movimentao financeira do grupo.

Em conversas telefnicas interceptadas durante a investigao, integrantes da faco combinavam resgate de presos, assaltos, roubos de veculos e planos contra a faco rival que tambm atua em presdios do estado.

De acordo com o MP, os alvos da operao vo responder pelos crimes de organizao criminosa, trfico de drogas, lavagem de dinheiro, entre outros.

Alm disso, o Ministrio Pblico informou que pediu a fixao de multa de R$ 15 milhes ao WhatsApp pelo descumprimento reiterado de ordem judicial para permitir acesso a conversas dos investigados.

Fonte da Notícia.